Sinopse:Lola (Christa Teret) tem 15 anos e sonha em reencontrar com os amigos, ao término das férias. Quando termina o namoro com Arthur (Félix Moati) ela encontra consolo junto a Maël (Jérémy Kapone), seu melhor amigo. Logo em seguida Anne (Sophie Marceau), a mãe de Lola, lê o diário da filha e percebe o quão problemático é seu relacionamento com ela. A partir de então ela se esforça para se aproximar cada vez mais de Lola.


LOL (Rindo a toa) é um filme que aborda vários temas e apesar de parecer só um filme para adolescente, Lola acaba de voltar para o colégio quando seu namorado Arthur conta que dormiu com outra pessoa e essa noticia acaba abalando o relacionamento, mas ela não se dá por vencida e diz que também dormiu com alguém e ele acaba não gostando disso, triste e com o coração partido Lola acaba ficando mais próxima a Mael que também é amigo de Arthur.

Na sinopse diz que que o relacionamento de mãe e filha é problemático mas não é bem assim Anne é uma boa mãe, adolescentes aprontam o tempo todo mas isso nem sempre significa que as atitudes deles é culpa dos pais, ela e Lola são muito unidas apesar de tudo, Anne sempre defendeu a ideia de que nós mulheres devemos ter o mesmo direito que os homens e isso inclui sair, se divertir e fazer sexo com quem tiver vontade sem ser julgada, mas ao descobri que a própria filha tem quase as mesmas atitudes ela começa a questionar se valeu a pena lutar por uma liberdade da qual ela não aprovaria para a própria filha. O filme mostra não só Lola e Anne mas também a relação entre os pais dos amigos dela como eles agem em relação as atitudes dos filhos uns são mais liberais, outros rigorosos demais assim como muitos pais e mães que existem no mundo a única coisa que eles querem e que seus filhos tenham boas notas para ter um bom futuro.

O filme inteiro conseguiu aborda e falar de vários temas sem ficar chato, Anne vai tentar salvar a relação com o ex marido mas percebe que isso não depende só dela, Lola e Mael estão apaixonados mas ele não quer que Arthur fique bravo com ele, Mael também quer realizar o sonho de ser músico claro que o pai dele não aprova essa ideia, eu não digo que o filme é para assistir com a família por que mostra eles se drogando, ficando bêbados e aprontando todas  isso vai depender de cada família, mas com certeza depois desse filme você vai se apaixonar pela frança e pelo sotaque dos franceses.









Versão Americana do Filme..


Fizeram uma versão americana desse filme, lembrando que a versão francesa que acabei de falar também é remake mas de uma versão bem antiga. Não fui a favor desse remake não por causa da Miley e sim por que os americanos sempre querem obter o mesmo sucesso que os europeus, o problema é que eles não tem a coragem de serem tão ousados.
Por que essa versão não deu certo? então vamos aos fatos todo mundo chegou e falou que a produtora,roteirista e diretora do filme é a mesma da versão francesa, mas não é só isso que faz um bom filme, eles mudaram algumas coisas e resumiram demais mostra mais a relação da Lola com a mãe e é fraco Demi Moore não convenceu no papel de mãe, quase não mostra as amigas da Lola como mostrou na versão francesa e os atores que interpretaram  os pais dos amigos da Lola também não convenceu, ficou tudo tão forçado como se eles tivessem decorado a versão francesa tentando fazer algo diferente e quase inocente, colocaram vários atores com roupas lindas e de grife achando que isso seria o suficiente.
A química entre Lola e Kyle não existia era tudo tão cru, não parecia que eles estavam apaixonados, tem a piriguete da história assim como teve na versão francesa que foi interpretada pela Ashley Greene e ela ficou tão apagada no filme, ela não teve todo o charme e ousadia da personagem da versão francesa.


O filme não mostrou os personagens usando drogas, fazendo sexo, nada e sinceramente foi ruim do começo ao fim, foi tão bobo que as coisas que eles fazem nessa versão não chega nem aos pés da versão francesa, piorou quando o ator que interpreta o Kyle (Douglas booth) cantou ou melhor tentou cantar a música Dreamers ficou horrível ele estragou com a música, e ele não tem nem metade do charme que
Jérémy Kapone (Maël) tem, desculpa querido é preciso mais que um rostinho bonito para me convencer,deveriam ter colocado um ator que tenha uma boa voz para cantar.


Para falar a verdade nenhum ator deu certo nesse filme as vezes penso que nem chegaram a fazer teste entre eles  para vê se tinha química, até a paixonite que a amiga de Lola sentiu pelo professor ficou sem sal, talvez para eles colocar um bando de ator bonitinho com roupas legais e aprontando um pouco seria o suficiente para um filme fazer sucesso, o filme poderia obter o mesmo sucesso que a outra versão se eles estivessem  menos com preocupados as aparências e soubessem escolher de forma correta os atores e o fato da Miley esta no filme não ajudou, para a grande maioria ela ainda é uma atriz que faz sucesso entre os adolescentes dificilmente iriam colocar ela em um filme usando drogas ou fazendo sexo ainda vai demorar para eles entenderem que ela não é mais a Hanna Montana.


Eu não tenho nada contra remakes a versão francesa ficou legal  e também é um remake só que a primeira versão é bem antiga, agora fazer remake de filme recente não é legal e sendo completamente sincera só fizeram essa versão com propósito financeiro, a versão francesa fez muito sucesso na Europa e os americanos queriam esse mesmo sucesso para eles, o mesmo acontece com as séries britânicas fazem sucesso ganham bastante prêmios e os americanos invejosos vão lá e fazem uma versão diferente e no fim acaba não dando certo geralmente os remakes são destinados a um público diferente para pessoas que não tiveram oportunidade de assistir a outra versão mas esse filme é de 2009 nem é tão antigo e já me disseram que passava direto em outros canais, para quem ainda tem dúvidas recomendo que assista as duas versões e tirem suas próprias conclusões.

Lembrando que esse filme foi baseado em fatos reais.

Frases do Filme
(Versão francesa)

"Espero que tenha guardado o telefone dele,seria uma pena se terminasse sozinha."

"Você é minha filha, não deixarei que vire uma atriz pornô."

"No lugar dele, não deixaria você escapar."

"Comprou seu senso de humor em uma liquidação?"

"Que bonitinho, esse marmanjo te dando beijos."

"Vocês homens e essa baboseira de respeito."

"Mulheres! Se não as respeitamos somos uns cretinos, se respeitamos somos uns bolhas."

"Por acaso sai perguntado as pessoas: vamos transar?"


"Ter amantes não faz de uma mulher uma piranha."

"Com os filhos é sempre culpa."

"Nós mulheres lutamos a vida toda para ter os mesmos direitos que os homens, no entanto quando você vê sua filha tendo uma vida de uma mulher liberal, você não concorda mais."

"Nós homens transamos com vagabundas e vocês mulheres são diferente, vocês fazem amor com homens extraordinários."




Trilha Sonora do filme
(Versão Francesa)
lol by lilian alipio on Grooveshark
Espero que tenham gostado do post beijos.


Obs.: Não peguei frases da versão americana já foi tortura o suficiente assistir uma vez imagine duas.
Jérémy Kapone vocalista da banda Kaponz & Spinoza.






9 Comentários

  1. Ainda não assisti nenhuma versão do filme, nem a francesa nem a americana. baixei há um tempinho o Lola Americano, mas vou baixar tbm o Francês para poder assistir e comparar.
    bjs

    blog Trash Rock

    ResponderExcluir
  2. Achei bem interessante toda a analise da versao francesa. Tenho birra sim da Miley e nunca me sinto motivada a ver as coisas dela. Agora, com toda essa comparaçao sinto que nao verei mesmo tao cedo uhaauhua Mas quero muito a versao francesa. Preciso achar pelo mundo ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foi a primeira vez que assistir algo da Miley, passava Hanna montana na sala de espera do meu antigo curso mas eu nem assistia direito, a atuação dela foi fraca ela queria dá a impressão de adolescente rebelde e acabou não dando certo, não era esse o objetivo do filme e sim mostra como os adolescentes agem e como os pais lidam com toda essa situação de drogas,namoro e sexo na adolescência, mostra a dificuldade que os pais tem em seguir em frente depois de uma separação foi essa a mensagem que eu entendi da versão francesa.
      Na versão americana ficou resumido eu assisti com a minha irmã e ela não chegou a assistir a versão francesa e ela ficou confusa e não entendeu algumas partes.

      Excluir
    2. Entao, americanos as vezes resumem as coisas, resolvem dar outra interpretaçao ao drama ou situaçao e fica sempre confuso. Ainda mais se tiraram as drogas, sexo... faz parte e deveriam mostrar. Mas logo verei o frances e falo com voce *o*

      Excluir
  3. Ah, essa coisa de versão é mania de americano, que não gosta de assistir filmes estrangeiros. Um saco mesmo! Vou procurar a versão francesa.

    ResponderExcluir
  4. também não gosto nada da Miley e deve ser porque minhas primas me perturbaram tanto com a personagem Hanna Montana que fiquei de saco cheio da Mylei rs. Assisti ontem a versão francesa e agostei muito. Mas o que me interessou mesmo assim como na versão americana foi a trilha sonora :)

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente amo a versão francesa desse filme <3 Sou apaixonada pelo Jérémy Kapone e subiu sangue nos meus olhos quando soube desse remake. Compartilho da mesma opinião de que não é certo fazer remake de filme recente... mas também não curto a atuação da Miley Cyrus, isso para mim foi o fim. Não pretendo assistir esse filme tão cedo, ainda mais com essa crítica negativa. Eles queriam tanto o sucesso e o filme flopou totalmente #palmas

    Beijos,
    http://whosthanny.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, vc baixou o filme? poderia me contar em qual site vc conseguiu?

    ResponderExcluir